Uncategorized

Você vai passar a vida toda tentando não fazer inimigos até descobrir que é impossivel

Desde criança eu me esforcei por coisas bobas, para que ninguém tivesse nada contra mim por exemplo, eu tentava ser agradável com todo mundo para que as pessoas que me rodeavam sempre permanecessem simpáticas, nada me apavorava mais que a possibilidade de entrar em uma discussão, ou pior, em uma briga.
Por culpa disso muitas vezes eu fazia coisas que não queria, deixava de fazer as coisas que eu queria e é claro, quase nunca expressava minha opinião, mas acontece que não importa o quanto você tente ser agradável com as pessoas, é impossível agradar todo mundo e sempre vai ter alguém que não gosta de você por motivo algum.
Minhas primeiras inimizades aconteceram na por volta da quinta série, por causa de uma estúpida paixonite adolescente, uma das garotas que se voltou contra mim era minha “amiga” ela se juntou a outra garota da nossa sala contra mim e começaram a me difamar por causa de um “Acho que gosto dele” queriam até mesmo brigar da saída da escola, eu suei frio e passei mal diante dessa situação, não pelo medo de brigar, mas por ter de lidar com algo assim, uma “amiga” queria meu mal, foi a primeira vez que minha pressão baixou, mas isso teve um lado bom, serviu para que eu fosse procurar boas companhias e gente que me considerasse de verdade. Ad duas que me difamaram são amigas até hoje, engraçado como o ódio une as pessoas.
O segundo caso foi bem depois, já na época do vestibular, havia uma garota que não gostava de mim na escola, eu sabia pelo jeito que ela me olhava, na época eu tinha o cabelo azul, acho que ela me odiava por eu ter tomado o “título” de descolada da escola haha, eu nunca liguei para isso, mas ela começou a mandar indiretas em redes sociais, eu nunca me queimei, eu nem ligava, até que ela começou a fazer comentários “hater” no meu antigo blog, eu não aguentei e tive de revidar, foi um discurso de odeio atrás do outro (via twitter), ainda acho graça da minha infantilidade naquela época.
O ultimo acontecimento foi a pouco tempo, e me fez perceber que não importava o quanto eu tentasse, sempre ia ter alguém me odiando simplesmente por eu tentar ser feliz, pessoas que eu julgava próximas a mim tentaram destruir algo que eu amo e como não conseguiram, resolveram envolver outras pessoas é claro. Mas dessa vez eu não tentei, nem tive vontade de reverter a situação, se eu tinha consideração e a pessoa nenhuma o melhor a fazer foi me manter bem distante, quero ao meu lado gente que me faz bem, gente que me deixa saudável, mão gente que quer estragar a felicidade dos outros, isso me deixa doente.
Por fim é isso que digo, se aproxime de quem te faz bem e cultive esses relacionamentos, não corra atrás de quem te deixou triste ou não gosta de você, pessoas assim sempre vão existir, então trate de colocar relacionamentos ruins onde eles devem estar: no lixo.

37 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: