Livro: Nosferatu (NOS4A2) / Autor: Joe Hill / Editora: Arqueiro / Ano: 2014 / Páginas: 624 / Nota: 5
Sinopse: Victoria McQueen tem um misterioso dom: por meio de uma ponte no bosque
perto de sua casa, ela consegue chegar de bicicleta a qualquer lugar no
mundo e encontrar coisas perdidas. Vic mantém segredo sobre essa sua
estranha capacidade, pois sabe que ninguém acreditaria. Ela própria não
entende muito bem.

Charles Talent Manx também tem um dom especial. Seu Rolls-Royce lhe
permite levar crianças para passear por vias ocultas que conduzem a um
tenebroso parque de diversões: a Terra do Natal. A viagem pela
autoestrada da perversa imaginação de Charlie transforma seus preciosos
passageiros, deixando-os tão aterrorizantes quanto seu aparente
benfeitor.

E chega então o dia em que Vic sai atrás de encrenca… e acaba encontrando Charlie.

Mas isso faz muito tempo e Vic, a única criança que já conseguiu
escapar, agora é uma adulta que tenta desesperadamente esquecer o que
passou. Porém, Charlie Manx só vai descansar quando tiver conseguido se
vingar. E ele está atrás de algo muito especial para Vic.

Perturbador, fascinante e repleto de reviravoltas carregadas de emoção, a
obra-prima fantasmagórica e cruelmente brincalhona de Hill é uma viagem
alucinante ao mundo do terror.
Sabe aqueles livros que você quer ler bem de vagar para aproveitar, mas ao mesmo tempo não consegue desgrudar dele porque a historia é muito boa? então, Nosferatu é um desses, eu já havia lido outra obra do Joe Hill, o Estrada da Noite que também me deixou do mesmo jeito na hora de ler, Joe mostra que tem uma técnica incrível e que consegue prender qualquer leitor que aprecie uma boa historia de terror, com toques de “maluquice” e um pouco de”plot twist”.
“Queria encontrar alguém capaz de explicar, de dar sentido a uma ponte
que só existia quando era necessária e que sempre a levava para onde ela
precisava ir.”.
Eu gosto muito de elaborar teorias enquanto leio o livro e fiquei na cabeça de que Manx seria na verdade um “Prankus” demônio natalino que pune crianças más e deixa carvão em suas meias, mas ele não era nada disso haha, ele era mesmo o que o livro sugeria, um “Vampiro da Estrada” Se alimentando da humanidade de seus passageiros. Um vilão que tem a vida conectada ao carro, um só morre se o outro também morrer.
O universo que Joe cria é incrível, a parte das “passagens interiores” me encantou e muito, certo que a Terra do Natal não é um lugar bom, mas imaginem como seria poder ser transportado para um lugar dentro da sua mente? maravilhoso.
A única coisa que não gostei no livro, mas que sei que era necessária foi a duvida de Vic, se sua ponte era real ou não, mesmo com todas as provas na sua frente ela ainda duvidava de si mesma, achando que tudo aquilo era loucura e algo que ela havia inventado para proteger a si mesma de toda dor que passou na vida.
Vic ainda assim é uma personagem forte e bem construída, sua mente havia sido “enfraquecida” esse era o preço que ela pagava para usar sua ponte, para acessar sua paisagem interior, a sanidade era um preço alto a se pagar e isso quase a destruiu.
“O que é bom continua bom para sempre, por mais maltratado que seja.”
O livro preencheu cada espaço das minhas expectativas, até o final conseguiu segurar o “tchan” incrível da obra, não eu não vou dar spoilers haha mas recomendo bastante a leitura, tanto para quem adora historia de terror quanto para quem prefere fantasia, Joe Hill têm dos dois! e para quem não curte nenhum dos gêneros, dê uma chance ao livro 🙂 a historia é incrível e você não vai se arrepender.
“O que você daria para passar a vida inteira em um lugar onde todas as manhãs fossem de Natal?”
Categories: Uncategorized

13 Comments

[Livro] Nosferatu – Joe Hill

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *