Titulo: O Duelo dos Reis / Série: A primeira Lei / Autor: Joe Abercrombie / Editora: Arqueiro / Ano: 2015 /  Páginas: 576 / Nota: ♥♥♥

Sinopse: O Duelo dos Reis – “A trilogia chega a uma conclusão violenta,
sarcástica e brilhante. Abercrombie é um novo talento, que apresenta com
humor uma visão sombria da vida. Os leitores vão lamentar o fim desta
história.” – Publishers Weekly
A União está em guerra. Ao norte, o
coronel West e suas tropas recuperaram a fortaleza de Dunbrec, mas a
batalha pode se arrastar por anos, porque o rei dos nórdicos não irá se
render. É hora de Nove Dedos voltar e enfrentar seu pior inimigo. O
problema é que, no calor da batalha, nunca se sabe quando o Nove
Sangrento surgirá de dentro dele – e o Nove Sangrento não escolhe lado,
só quer matar. Na Terra do Meio, uma revolução camponesa por direitos
igualitários e participação política desestabiliza os governos locais.
Caberá a Jezal dan Luthar negociar a paz e, se preciso, combater o
próprio povo.
Na capital, com o rei doente e sem herdeiros, os
membros do Conselho Fechado começam a comprar apoio dos nobres, numa
corrida oculta ao trono. Depois de ter escapado por pouco de Dagoska,
Sand dan Glokta precisa sobreviver ao jogo político. Para isso, vai usar
os recursos em que é mestre: chantagem, ameaça e tortura. Além disso,
tropas gurkenses se movem no sul em direção a Adua, dispostas a travar
uma guerra santa e levar Bayaz a julgamento. Para salvar o mundo, o
Primeiro dos Magos precisa salvar a si mesmo, porém há riscos enormes
quando se mexe com magia. E nada pode ser mais arriscado do que quebrar a
Primeira Lei. O duelo dos reis é um épico sombrio e brilhante, um final
de tirar o fôlego para a trilogia que redefiniu a literatura
fantástica.
Nessa trilogia conhecemos personagens reais, com personalidades nobres e ruins, humanos com suas próprias características. Nesse livro temos sete personagens principais e conhecemos a historia através deles, Bayaz, o Primeiro dos Magos: Após liderar uma excursão para a Borda do
Mundo, atrás da Semente (um pedaço do Outro Lado), a fim de usá-la para
derrotar os gurkenses (que estão indo para Adua, visando travar uma
guerra santa, conquistando a cidade, escravizando seus moradores e
levando Bayaz a julgamento). Bayaz é misterioso, não confiável e, nesta
conclusão, terá que confrontar seu passado sombrio, que começou a ser
revelado no livro antecessor, Antes da Forca.
Inimigos por todos os lados, conspirações, batalhas nem um pouco
gloriosas e belas, heróis (ou o mais próximo disso) também nem um pouco
gloriosos, ditam o clima do livro, aliás, os defeitos mais do que as
qualidades são os pontos mais explorados nos traços de personalidades
dos personagens, o que é uma vantagem, afinal nossos defeitos apresentam
mais facetas do que nossas qualidades. O realismo dessa fantasia reside
nesses pontos. Bem, e pra quem gostou e não quer se despedir do
universo do livro, o final aberto deixa espaço para continuações.
Não quero dar spoilers para futuros leitores, mas muito recomendo essa trilogia aos amantes de fantasia.
CATEGORIAS:Uncategorized

Comentários

[ Livro ] O Duelo dos Reis – Joe Abercrombie

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *