Titulo: Enquanto bela Dormia / Autora: Elizabeth Blackwell / Editora: Arqueiro / Ano: 2016 / Páginas: 368 / Nota: ♥♥♥♥♥ (Favorito!) 
Nos salões de um castelo, uma confidente leal guardou por muitos anos os
segredos de uma rainha linda e melancólica, uma princesa que só queria
ser livre e uma mulher que sonhava com a coroa. Esta é sua história.
Ambientada
em meio ao luxo e às agruras de um reino medieval, esta releitura de A
Bela Adormecida consegue ser fiel ao clássico ao mesmo tempo que
constrói uma narrativa recheada de elementos contemporâneos. Nessa
mescla, os dramas de seus personagens – um casal infértil, uma jovem que
não aceita viver em uma redoma e uma família despedaçada pela inveja –
tornam-se atemporais.
Quando a rainha Lenore não consegue
engravidar, recorre aos supostos poderes mágicos da tia do rei,
Millicent. Com sua ajuda, nasce Rosa, uma menina linda e saudável. No
entanto, a alegria logo dá lugar às sombras: o rei expulsa de suas
terras a tia arrogante, que então jura se vingar. Seu ódio se torna a
maldição que ameaça a vida de Rosa. Assim, a menina cresce presa entre
os muros do castelo, cercada dos cuidados dos pais e de Flora, a tia
bondosa e dedicada do rei que encarna a fada boa do conto original.
Mas
quando todas as tentativas de proteger Rosa falham, é Elise, a dama de
companhia e confidente da princesa, sua única chance de se manter viva. E
é pelos olhos dessa narradora improvável que conhecemos todos os
personagens, nos surpreendemos com o destino de cada um e descobrimos
que, quando se guia pelo amor – a magia mais poderosa do mundo –,
qualquer pessoa é capaz de criar o próprio final feliz.

“Mas as lembranças sabem resistir a todas as tentativas de
domá-las, e escapolem no momento em que pensamos tê-las sob controle.”
Gente, que livro maravilhoso foi esse? Não sei nem por onde começar! Fazia tempo que eu não me envolvia assim com uma historia a ponto de perder uma noite de sono para saber o que acontecia, o livro é uma releitura do clássico “Bela Adormecida” sempre amei contos de fadas, então não pensei duas vezes na hora de pegar, e o melhor disso tudo? A historia não gira em torno da princesa, mas de Elise, uma criada do castelo que testemunhou tudo e resolveu narrar a historia para sua bisneta.
Elise começa a narrar a partir de sua infância infeliz, onde mal tinha o que comer, até que resolveu mudar seu destino e seguir o caminho que sua falecida mãe abandonou, Elise procurou sua família na cidade e pediu auxilio para trabalhar no castelo, e a partir dai começamos a conhecer a ascensão de uma menina que trabalhava de camareira e chegou a ser acompanhante pessoal da própria rainha e em consequência, cuidou da própria princesa que dá nome a lenda da Bela Adormecida.

A historia de Elise é tão real, que a gente chega até a pensar que poderia realmente ter acontecido, têm amor, têm dor, sofrimento, felicidade, sacrifícios e mais amor de novo, ela é uma personagem tão interessante que até perdi o interesse pela bela adormecida.
Também amo os personagens “secundários” no caso a rainha, pessoas da corte e etc, todos eles são muito bem descritos por Elise, especialmente a Rainha em sua melancolia por não conseguir gerar um herdeiro para o reino.

Nossa “Malévola” É uma mulher esperta, a Tia do Rei, uma mulher de pulso firme e imperiosa, depois de ser humilhada pela família ela jura vingança contra a princesa Rosa e todos os súditos do Rei, Milicente, através de magia negra ajudou a Rainha a engravidar e quando isso foi descoberto ela foi expulsa do castelo.
“Trêmula, dei meia-volta e avistei Millicent, cujo rosto estampava um
sorriso cheio de si. Ela sabia, percebi, num clarão de entendimento.
Sabia que a rainha estava grávida, e sabia como esse anúncio se
desdobraria.”
O livro está longe de ser para o publico adolescente, mas jovens adultos vão apreciar a leitura com certeza, a leitura é fluida e muito bem escrita, os anos se passam com leveza e você percebe o peso deles nas páginas, mas isso não dificulta o entendimento nem é ruim, é maravilhoso!
“Não sou o tipo de pessoa sobre quem se contam histórias. Os que têm
origem humilde sofrem suas mágoas e comemoram seus triunfos sem serem
notados pelos bardos e não deixam vestígios nas fábulas de sua época.”
Esperando o que hem? Vai ler esse livro e vem me contar o que achou, tô carente de pessoas para discutir essa historia maravilhosa hahaha

Categories: Uncategorized

10 Comments

[ Livro ] Enquanto Bela Dormia – Elizabeth Blackwell

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *