Sinopse: Há quem diga que o feiticeiro mais poderoso de todos os tempos é um
homem chamado Gavião. Este livro narra as aventuras de Ged, o menino que
um dia se tornará essa lenda.
Ainda pequeno, o pastor órfão de mãe
descobriu seus poderes e foi para uma escola de magos. Porém,
deslumbrado com tudo o que a magia podia lhe proporcionar, Ged foi logo
dominado pelo orgulho e a impaciência e, sem querer, libertou um grande
mal, um monstro assustador que o levou a uma cruzada mortal pelos mares
solitários.
Publicado originalmente em 1968, O feiticeiro de Terramar
se tornou um clássico da literatura de fantasia. Ged é um predecessor
em magia e rebeldia de Harry Potter. E Ursula K. Le Guin é uma
referência para escritores do gênero como Patrick Rothfuss, Joe
Abercrombie e Neil Gaiman.
“– Quando vai começar meu aprendizado, senhor?
– Já começou – respondeu Ogion.
Fez-se silêncio, como se Ged estivesse hesitando em dizer algo.
– Mas ainda não aprendi nada!
– Porque você não descobriu o que eu estou ensinando.”
Quando chegou aqui em casa e vi o livro super fininho, foi uma surpresa, Lançado originalmente em 1968, este livro
fez muito sucesso desde o início. Quando foi publicado, não havia muitos
livros como ele, o que fez ser bem recebido pelo público e pela
crítica, recebendo até mesmo um prêmio.

Existem elementos interessantes no livro, que eu como boa leitora de fantasia consegui ver bem porque ele é uma referencia para outros autores. Um deles é que em Terramar, as crianças não são nomeadas quando
nascem, recebem apenas um ‘apelido’, Aos 13 anos os garotos recebem seu
verdadeiro nome e tornam-se homens aos olhos de todos. Seu verdadeiro
nome não pode ser dito levianamente, apenas pessoas de confiança o
sabem. Saber o nome de alguém ou de qualquer ser te concede
poder sobre ele, lembram disso em O Nome do Vento e em O Temor do Sábio?

“Somente no silêncio a palavra, somente nas trevas a luz, somente na morte a vida: o voo do falcão brilha no céu vazio” 
O
mercado literário hoje em dia têm um leque super variado de livros de
fantasia, esse
gênero é tão forte em nosso país, que muitos dos novos escritores se
aventuram nele para sua primeira publicação, muito disse se deve a
outros clássicos como O Senhor dos Anéis e Harry Potter, o gênero é
apaixonante e conta com contribuições de vários autores.

O herói que busca conhecimento para sobrepujar o mal
e conhecer seus próprios limites, ao longo da historia, Ged passa de gênio da magia mimado, para um jovem com feridas
físicas e espirituais. Sua jornada é guiada pela dor do erro, medo e
esperança; e vemos aos poucos o jovem imprudente se tornando sábio e
corajoso. Muitas das explicações sobre a historia são bem sutis, podem passar despercebidas ou simplesmente se agregarem ao que você já imaginava durante a leitura.
O feiticeiro de Terramar é uma leitura rápida e boa, não sei se recomendo para quem nunca leu fantasia, apesar de ser um livro curto, não é tão cativante quanto outros do gênero, mas espero que os outros títulos do Ciclo Terramar sejam publicados em breve!
Categories: Uncategorized

2 Comments

[ Livro ] O Feiticeiro de Terramar – Ursula Le Quin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *