Desenvolvimento Pessoal,  featured

Ansiedade e impulso de compra – Como lidar com esse problema

Ansiedade e impulso de compra – Como lidar com esse problema

O comportamento impulsivo é uma característica da personalidade que pode variar de pessoa para pessoa, e que pode atravessar diferentes estágios, do normal ao patológico.

No post de hoje, vamos falar um pouco sobre ansiedade e os problemas que ela trás, direcionados ao alívio que gastar dinheiro dá e as consequências desse tipo de “terapia”.

Vivemos em uma época em que a oferta e demando pelo consumo aumenta a cada dia e se torna mais tentadora.

Quando compramos determinados produtos, não estamos apenas comprando um item ou serviço, muitas vezes estamos comprando um significado, um conceito, algo que traz a tona um sentido e preenche um vazio.

Este vazio a ser preenchido é apresentado para nós como sendo uma necessidade, que na realidade não temos, mas que acreditamos ter.

Muitas pessoas acreditam que o ato de comprar seja uma forma de terapia. Mas nem sempre esta terapia cabe dentro nosso orçamento, e então, o vazio preenchido pela compra, acaba se tornando um problema, uma dívida maior do que podemos pagar, e assim surge um novo problema, uma nova preocupação, um novo vazio, e então, compramos novamente.

Assim o ato de comprar por impulso vai, aos poucos, se tornando um círculo vicioso.

Quando compramos nos sentimos bem, a sensação de prazer levanta a nossa autoestima, sentimos que alguma coisa estava faltando e que aquilo que compramos veio para suprir, nos sentimos poderosos.

Acontece que não respeitamos os limites, na verdade quando somos tomados por sentimentos e emoções, raramente pensamos nos limites, e isso é problemático.

A euforia e a emoção que sentimos, nos leva a comprar, e quando começamos a tomar conta das nossa emoções e refletir sobre elas, podemos analisar melhor se o que vamos comprar vale a pena.

Mas porque você faz compras por impulso?

Existem algumas motivações internas ou externas e até mesmo problemas que podem estar causando esse tipo de comportamento, veja algumas como exemplo e depois vamos falar sobre como evitar esse tipo de situação.

Você gasta porque quer economizar dinheiro

Você provavelmente já esteve em uma situação em que você vê algo em uma loja que é muito interessante, mas você não precisa necessariamente disso. Você sente que poderia poupar algum dinheiro a longo prazo, comprando esse produto para ter em mãos caso um dia precise, mas a realidade é que ele provavelmente apenas vai ficar nun armário acumulando poeira.

Você quer se sentir bem

Em geral, os compradores impulsivos sempre procuram algo que os faça felizes e podem comprar coisas para melhorar seu humor. É comum acreditar nas táticas de marketing dizendo que um produto ajudará você a se sentir bem ou a melhorar sua vida de alguma forma.

Claro, todos nós queremos nos sentir bem, mas reserve um minuto para considerar se você acha que esse produto é realmente capaz de fazer esse efeito.

Todo mundo quer experimentar prazer e fazer compras pode ser divertido. No entanto uma vez que esse prazer é experimentado, as pessoas são mais propensas a comprar os produtos que veem, para que as sensações de prazer continuem.

impulso de compra

Veja algumas dicas de como controlar as compras por impulso

Siga a regra da espera

Pode ser a “regra de uma hora” ou a “regra de uma semana” como também pode ser a “regra dos 30 dias”, a ideia é a mesma – Quando você gostar muito de algum produto espere um pouco para comprá-lo.

Nesse espaço de tempo é possível avaliar se você realmente precisa do item ou se é apenas um desejo passageiro. Quanto mais tempo você puder esperar, melhor. Se você ainda quiser fazer a compra no final do período, considere fazer isso.

O ponto é apenas dar tempo para tomar uma decisão consciente de gastos que se encaixa no seu orçamento e não comprar no mesmo instante e esperar seu cérebro processar a emoção que está sentindo.

Quando você volta para comprar talvez perceba que na verdade não estava mesmo precisando, seu instinto consumista está querendo ser saciado mais uma vez.

Faça a si mesmo algumas perguntas

Se você encontrar algo que deseja comprar no momento, faça algumas perguntas antes de fazer a compra.

Pergunte a si mesmo: “Isso é um desejo ou uma necessidade? Posso pagar sem qualquer dívida? Pode esperar um mês? Posso viver sem isso? Como isso afetará minha vida?”

Não se deixe enganar pelas promoções

Se você for rápido em escolher algo na prateleira porque está em promoção, saiba que é nesse ponto que a maioria das compras por impulso acontece. Se você se apaixonou por um item em promoção, pergunte a si mesmo o que causou esse desejo.

É porque você realmente quer ou precisa do produto, ou é atraído pelo preço e pela economia potencial? Você gosta da sensação de conseguir uma pechincha, mesmo que não precise do produto?

As promoções geralmente não duram apenas um dia. Volte e compre o produto em um dia diferente, se você realmente quiser, depois de seguir a regra da espera.

impulso de compra

Planejar despesas diversas

Se você gosta de comprar coisas aleatórias, tente antecipar essas despesas em vez de eliminá-las completamente. Em vez de se proibir de comprar essas coisas, planeje algum dinheiro a cada mês, especialmente para esses itens.

Crie um orçamento para esse tipo de compras, talvez 200 por mês? Depende da quantidade que você costuma gastar, mas o ideal é tentar reduzir.

Seus cartões de crédito podem estar te prejudicando

Cartões de crédito podem trazer a tona o pior. Eles convidam você para fazer mais compras do que o seu salário pode pagar.

E então você vê o seu extrato do cartão de crédito. Você olha para o número e se pergunta quem gastou tanto. Muitas vezes, depois que as compras terminam, nem sabemos por que compramos as coisas que estão no nosso armário, com as etiquetas nelas, não usadas.

E muitas vezes até abrimos uma sacola com roupas novas e nem lembramos de ter comprado algumas peças.

Não vá às compras com o emocional alterado

Não importa se você está feliz e quer sair para comemorar ou se está deprimido e saiu de casa para clarear a mente, é nesses momentos que a compulsão por compras pode se tornar mais difícil controlar.

Se você vai fazer compras em uma situação assim, estará mais suscetível a gastos.

impulso de compra

Não vincule o ato de comprar como prêmio

Uma coisa que você precisa sempre ter em mente e nunca ignorar é que as palavras e pensamentos tem poder. Quando você compra algo e tem em mente que aquilo é um prêmio, um consolo ou uma compensação, pode estar fazendo com que seu cérebro vincule o ato de comprar com algo que vai te realizar.

Com isso sempre que você estiver naquela situação novamente vai desejar fazer a mesma coisa para realizá-lo. Evite fazer compras com o intuito de completar algo, concretizar um momento ou para aliviar uma situação de tristeza ou depressão.

Essa é uma armadilha que você está criando para você mesmo.

Pesquise e compare preços

Nunca compre na primeira loja. Além disso, cuidado com descontos milagrosos. Pesquise e compare valores em outros estabelecimentos para saber se está fazendo um bom negócio ao comprar um produto em uma liquidação;

A internet é grande aliada nesses momentos, dependendo do produto que você pretende comprar, vale até mostrar o preço do concorrente para tentar conseguir um desconto com o vendedor.

Não guarde as informações do seu cartão de crédito

Algumas lojas on-line permitem que você mantenha as informações do cartão de crédito e o endereço arquivado para que o check-out seja fácil e simplificado. Não guarde essas informações no arquivo e insira-as manualmente.

O ato de digitar os números no cartão de crédito pode dar a você tempo suficiente para perceber que na verdade não quer ou precisa do item.

impulso de compra

Saiba como se animar

Se você estiver fazendo compras quando estiver se sentindo emotivo ou tendo um dia ruim, reconheça que existem outras maneiras de lidar com essas emoções.

Comprar não é a única coisa que pode elevar seu ânimo ou ajudá-lo a se sentir melhor. O gasto emocional é muitas vezes um culpado por compras por impulso. Se você acha que quer comprar algo, faça outra atividade calmante ou que alivie o estresse.

Por exemplo, faça uma caminhada, respire profundamente, medite, ouça música ou escreva em um diário.

Pare antes que se transforme em vício

Reconheça os sinais de que sua compra por impulso pode estar se transformando em um comportamento viciante. Como qualquer outro comportamento viciante (álcool, drogas, jogos de azar, etc.), as pessoas podem se tornar viciadas em compras. impulso de compra

Uma resposta química no corpo ocorre enquanto as endorfinas e a dopamina são liberadas no cérebro. Assim como outros vícios, isso cria um sentimento prazeroso que motiva a pessoa a completar a tarefa novamente para recriar e sentir a mesma resposta novamente. impulso de compra

Esteja consciente de sua reação à compra por impulso

Quando você comprou coisas por impulso antes, como você se sentiu? O item manteve você feliz por muito tempo, ou foi uma felicidade de curta duração que talvez tenha resultado em algum sentimento de arrependimento? Pense na sua reação à compra por impulso, tanto a curto quanto a longo prazo, e considere se esses sentimentos valem a pena. impulso de compra

Lembre-se de seus objetivos

Se seus objetivos são financeiros ou não, mantenha-os em mente antes de gastar dinheiro. Talvez você esteja tentando economizar uma certa quantia de dinheiro para ter uma poupança, ou você quer planejar uma viagem pelo país, mas não pode pagar por isso. impulso de compra

Pense sobre essas metas e lembre-se de que suas pequenas compras por impulso resultam em muito dinheiro e podem impedir que você atinja suas metas. impulso de compra

Observe bem seus hábitos de compras

Mantenha um registro do que compra por um período de duas semanas a um mês, incluindo também os métodos de pagamento. Ao fazer o registro, você conseguirá ter uma visão melhor de quando e como compra as coisas.

Além disso, monitorar a quantidade exata gasta no mês abrirá seus olhos para a gravidade da compulsão.

Monitore seus impulsos

Faça questão de monitorar seus impulsos, se isso for um grande problema. Guarde um pedacinho de papel e faça um risco nele toda vez que tiver vontade. Isso ajuda você a se tornar mais consciente do desejo, que geralmente é algo que nem percebemos.

Sintomas diferentes podem aparecer, como respiração mais rápida ou uma frequência cardíaca mais rápida, quando temos vontade. Ao nos tornarmos mais conscientes das mudanças em nosso corpo, podemos começar a ter os impulsos sob controle. impulso de compra

Respire fundo

Quando você tem o desejo, há maneiras de acalmar essa sensação. Respiração profunda, auto massagem, andar por aí e beber água podem ajudar a controlar o desejo. Faça 10 respirações profundas, e o desejo será frequentemente diminuído o suficiente para resistir. impulso de compra

DOE para a caridade

Nada deixará mais claro para você que você não precisa de outro par de sapatos novos do que ver alguém na calçada que realmente precisa. Às vezes, é melhor pegar o dinheiro que você estava gastando e dar para alguém que realmente precise dele. impulso de compra

Se você fosse gastar o dinheiro de qualquer maneira, pelo menos ponha-o para uma boa causa. Pense: o novo dispositivo eletrônico ou vestido que você estava prestes a comprar pode melhorar um pouco sua vida, mas comprar uma semana de supermercado para alguém em necessidade pode mudar completamente sua vida.

Evite as pressões das compras sociais

Fazer compras com seus amigos é divertido. Vocês ajudam uns aos outros a encontrar tesouros que você não encontraria por conta própria. Você se sente completa enquanto experimenta roupas. No fim, vocês se encorajam e você encerra um dia bem-sucedido de compras com um almoço caro.

A realidade é que um dia divertido pode ter custado muito mais do que você gastaria se comprasse roupas sozinha. Embora às vezes seja útil ter uma segunda opinião, trazer amigos junto às vezes pode levar aos excessos.

A próxima vez que você precisar comprar uma peça de roupa específica, compre por conta própria. Será uma viagem mais curta e eficiente, e você poderá pesquisar com menos distrações.

É possível resistir ao impulso de compra?

A compra por impulso pode levar a dívidas, infelicidade e arrependimento pela compra de coisas das quais você não gosta ou precisa. Se você estiver triste, com raiva ou com fome, evite fazer compras de qualquer tipo.

Evite namorar vitrines e, se fizer uma compra, verifique se você pode devolvê-la caso mude de ideia.

Desequilíbrio no consumo gera problemas financeiros

A compra por impulso pode gerar problemas financeiros, além de psicológicos. Assumir dívidas por causa de gastos emocionais simplesmente não vale a pena, especialmente quando há muitas formas gratuitas de lidar com um dia ruim. impulso de compra

Limpe sua mente com uma caminhada ou um treino; o exercício faz maravilhas pelo seu humor. Chame um amigo para algum conselho sábio. Assista ao seu programa de TV favorito. Leia um bom livro.

Você se sentirá muito melhor se tratando dessa maneira, e isso não vai deixar você com um cartão de crédito estourado. impulso de compra

Leia também:

Dicas de crescimento pessoal que tornarão sua vida melhor

Para um Dia sem Preguiça

23 Sensações que a gente não consegue explicar

Aprendendo a Guardar Dinheiro

5 Maneiras de usar seu Dinheiro para ser Feliz

Quer ajudar a blog? Vem acompanhar a gente em outros canais:

Instagram / Facebook / Youtube

Cearense, criadora de conteúdo digital e estudante de jornalismo, eu sou a Cecilia e aqui no Gotas de Café você encontra todas as coisas que eu amo, que me inspiram e me fazem feliz.

6 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: