Inteligência emocional
Desenvolvimento Pessoal,  Finanças

Inteligência emocional e como isso afeta sua vida financeira

Inteligência emocional e como isso afeta sua vida financeira

Várias vezes falamos de produtividade, processos e métodos de trabalho. Previmos a crise, quando todos estavam otimistas. Porém, falhamos em um aspecto. Quais são as nossas reais motivações? Como é o processo de tomada de decisões?

Existem centenas de livros de autoajuda e milhares de administração financeira, porém pouquíssimos que tratam de finanças comportamentais.

Só conseguimos estar bem profissionalmente, se estivermos bem emocionalmente. Como vivemos em um mundo conturbado, a terapia é a chave fundamental para o sucesso pessoal e profissional.

Onde você está indo financeiramente?

Para responder à pergunta “onde você está indo financeiramente?”, Você precisa saber o que realmente quer. Essas respostas ajudam você a ter um senso de direção.

Com um claro senso de direção, a inteligência emocional ajuda você a manter o rumo. Se você tiver um claro senso de direção, mas não tiver inteligência emocional, continuará agindo de forma contrária a seus objetivos e aspirações.

Você continua atirando no próprio pé. Com inteligência emocional, você se dá espaço para pensar primeiro antes de tomar uma decisão financeira.

A inteligência emocional ajuda você a se encarregar do momento

Seu carro pode estar colocando você sob pressão devido à reparos frequentes. A inteligência emocional ajuda você a avaliar as consequências de eliminar suas reservas para comprar um carro novo.

Isso permite que você veja outras opções que você pode ter esquecido. Seu telefone pode estar funcionando, mas a inteligência emocional lhe dá espaço para colocar seu limite de pensamento antes de comprar um novo.

Pode haver demandas financeiras urgentes em você. A inteligência emocional permite que você pense com uma cabeça clara e veja as consequências antes de tomar uma decisão.

Ela permite que você controle o seu impulso de compra. O remorso do comprador acontece quando você compra primeiro e pensa depois.

Você precisa de inteligência emocional para pensar com uma cabeça clara. O senso comum precisa de tempo para acontecer. Se você acelerar uma decisão, pode acabar se arrependendo.

Você não estava pensando (com o seu cérebro pensante). Suas emoções fizeram o pensamento. Embora as emoções sejam importantes para nos colocar em ação, precisamos pensar racionalmente para determinar qual deve ser a ação.

Se você não puder controlar a ação, não poderá determinar o resultado.

Por que o consumismo afeta tanto nossas vidas?

Conheça as bases da inteligência emocional

Vamos conhecer cada uma individualmente e procurar formas de começar a implementá-las na nossa vida? Tenho certeza que com a ajuda da inteligência emocional, vários aspectos positivos tomarão conta da sua vida financeira e da vida como um todo.

Autoconhecimento

Para tornar-se uma pessoa melhor, você precisa se conhecer! Quais são os seus pontos fracos e fortes? O que te deixa feliz e triste? Quais são as situações que te tiram completamente do sério? Para começar o seu processo de evolução de inteligência emocional é importante parar por um momento e se analisar.

Um post sobre se aceitar e se amar

Autocontrole

Sabe quando você explode completamente em uma situação e depois se arrepende? No processo de desenvolvimento da sua inteligência emocional você precisa aprender a controlar as suas emoções.

O ponto aqui não é sempre estar feliz. Mas sim aprender a lidar com os sentimentos, entender o que os gera e saber quando é o momento certo de botá-los para fora.

Ansiedade e impulso de compra – Como lidar com esse problema

Empatia

Ter empatia é conseguir enxergar as coisas pelo ponto de vista do outro. É colocar-se no lugar de alguém e pensar “o que faz essa pessoa agir dessa maneira?”. Pessoas que têm inteligência emocional procuram entender as pessoas com quem convivem.

Ter essa característica faz com que as relações sejam muito mais tranquilas. A partir do momento que você entende o outro, acaba julgando menos e sendo mais paciente.

Habilidades sociais

Por fim, as pessoas com inteligência emocional sabem se relacionar bem socialmente. Isso não significa ser extrovertido, ou a pessoa mais divertida em uma festa.

Ter essa habilidade é saber respeitar o sentimento dos outros e identificar quais são os relacionamentos nos quais vale a pena investir.

Como anda seu Networking? Dicas para melhorar sua rede de contatos

Benefícios da inteligência emocional na sua vida financeira

O descontrole financeiro pode ser estressante tanto no local de trabalho quanto na nossa vida pessoal. Então, quanto mais inteligência emocional tiver, mais confortável financeiramente estará. Por isso, é importante alinhar o emocional e o financeiro.

Como economizar dinheiro a partir de hoje: 47 dicas efetivas

Ninguém quer ter dor de cabeça com contas atrasadas e nome sujo, que posteriormente podem lhe causar problemas psicológicos. Tornando tudo um só ciclo. É importante não só nos educar, mas ensinar a geração mais nova tudo o que podemos sobre inteligência financeira e inteligência emocional.

Aprendendo a Guardar Dinheiro

Lembre-se que quem é inteligente emocional não adquire empréstimos a torto e a direito, para se encher de dívidas e problemas. Ele economiza gastos, e procura meios de se tornar especialista em suas finanças.

5 Maneiras de usar seu Dinheiro para ser Feliz

Você está no comando de suas contas?

É muito comum encontrarmos culpados para nossos fracassos, quando se trata da área financeira pessoal então, temos muitos culpados. Pode ser o governo, a economia, os impostos, a elite dominante, uma sociedade mal sucedida, um projeto fracassado, ou seja lá qual outra boa desculpa que nossa mentalidade é capaz de criar.

Por que o consumismo afeta tanto nossas vidas?

O fato é que nossa relação com o dinheiro é muito mais influenciada pelo comportamento do que pela quantia que você tem guardada. Ou ainda pela dívida que você acumulou.

Para confirmar isso, tenho certeza que você já se perguntou: Por que algumas pessoas com menos recursos que eu prosperaram financeiramente, enquanto eu não avanço?

Desenvolvimento Pessoal: Saiba como criar um plano completo para o sucesso

Pense em quantas coisas você já comprou e não usou e em quanto dinheiro gastou tentando compensar uma dor ou emoção destrutiva. Pense em quantas vezes você disse para sua família que não tinha dinheiro para uma viagem ou para frequentar uma academia ou um curso de línguas ou similar?

Compare uma coisa com a outra. Complicado, não é mesmo? Daqui para frente, quando for realizar uma compra, faça uma simples pergunta para você mesmo e responda de forma honesta: eu realmente preciso disso agora?

Se quiser olhar de outra forma, questione-se: isso é uma prioridade e vai encurtar a distância entre minha família e nossos sonhos? Essa pergunta vai despertar em você uma energia diferente, experimente!

Se você não se dá conta que está comprando coisas motivado por suas emoções, há uma grande chance de a sua vida financeira se complicar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: